Como não passar perrengue em uma viagem de bike

O cicloturismo é uma tendência forte na Europa e vem ganhando adeptos no Brasil. Mas antes de, efetivamente, começar sua viagem de bicicleta, é importante conhecer técnicas e estratégias que ajudam a evitar problemas.
O destino e a rota
Na hora de escolher o destino, é importante levar em conta alguns fatores, como a melhor época para pedalar no local desejado, o clima na data da viagem e como isso pode afetar seu percurso – marés altas podem impedir um pedal pela praia, por exemplo.
Pesquise sobre o terreno e as estradas que você vai encarar, e determine se você vai começar e terminar a viagem no mesmo ponto.
Antes de partir, defina seu orçamento, onde e o quê você vai comer e onde vai se hospedar. Você vai acampar? Ficar em hotéis e pousadas? Ou um pouco dos dois? O aplicativo Warm Showers também pode ser uma boa opção. Há restaurantes ou supermercados no trajeto? Onde eles estão localizados?

 

Habilidades necessárias para uma cicloviagem
Saber escolher a hora certa de usar cada marcha é importante.
Mude para uma marcha leve antes de entrar em uma subida. Mudanças bruscas durante a subida desgastam o câmbio, podem soltar a corrente e fazem você perder rendimento.
Nunca freie na curva. É preciso desacelerar antes de começar a mudança de direção. Sempre freie suavemente para não travar a roda e acione primeiro o breque de trás e só depois o da frente.
Tome cuidado para não deixar o pedal do lado de dentro das curvas para baixo durante curvas acentuadas – é queda certa.

 

O peso da bike
Na hora de fazer a mala para o cicloturismo, menos é mais. Você pode levar o que quiser ou conseguir carregar, mas tenha a consciência de que quanto mais coisa levar, mais pesado ficará o pedal, e mais tempo você vai demorar para ir de um ponto a outro. O ideal é que a bagagem não ultrapasse os 20 kg.
Depois de carregada, você consegue levantar sua bike do chão e levá-la por alguns metros, para cruzar um rio, por exemplo? Em caso negativo, é um sinal de que colocou peso demais. Quem quer encarar terrenos mais inóspitos também deve conseguir levantar a bicicleta sobre cercas.
10 erros clássicos do cicloturismo para evitar
Não treinar o suficiente – e fazer um esforço tremendo para completar o trajeto ou não conseguir completar;
Pedalar em um nível muito puxado no começo da viagem – e se sentir exausto no resto dos dias;
Usar marchas pesadas demais – e sobrecarregar o corpo;
Não mudar de marcha o suficiente de acordo com o terreno – e desgastar as peças;
Levar roupas arrumadas demais – e levá-las de volta para casa sem uso;
Não se preparar para o frio – e passar por momentos muito desagradáveis;
Não comer e beber o suficiente enquanto pedala – e entrar em colapso físico;
Não fazer uma revisão na bike antes da viagem – e ter problemas mecânicos que poderiam ter sido evitados;
Não ter flexibilidade no itinerário – e se frustrar quando as coisas não saem como planejado;
Fazer da viagem uma competição – e acabar com o clima agradável do pedal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *