O efeito de uma boa respiração na corrida

Os corredores se preocupam em treinar as pernas o coração, mas acabam esquecendo algo muito importante, a respiração. Uma melhor respiração equivale a mais oxigênio para os seus músculos e isso equivale a mais resistência.




Existem exercícios que melhoram o condicionamento do diafragma, o músculo que separa o tórax do abdômen, e os músculos intercostais, que se situam entre as costelas e nos permitem inalar e exalar. A respiração que fazemos normalmente nos fornece oxigênio para as funções normais do corpo e quando estamos correndo nosso organismo precisa de mais energia, ou seja mais oxigênio.




O jeito que respiramos interfere muito em nosso desempenho na corrida. Os corredores devem respirar com a barriga e não com o tórax. Qual a diferença? Toda vez que você respira, sua barriga deve se encher como um balão. E toda vez que você expira, esse balão deve se esvaziar. Quando se respira com o peito, seus ombros ficam tensos e se movem para cima e para baixo. Isso desperdiça energia que você deve conservar para correr.




A chave para prevenir a fadiga do pulmão (e das pernas) é respirar mais profundamente. Isso permite absorver mais oxigênio para alimentar os músculos e fortalecer o diafragma.



Fonte: Ativo.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *